Outubro Rosa: conscientização e prevenção contra o câncer de mama

0 comentários

Como em todos os anos, o Sindicato dos Administradores no Estado do Rio de Janeiro (Sinaerj) apoia o Outubro Rosa, campanha realizada no mês de outubro de conscientização e prevenção contra o câncer de mama.
Com o intuito de chamar atenção das Administradoras, o Sindicato indica o auto exame, bem como a mamografia a partir dos 25 anos. Isso porque, quando diagnosticado precocemente, a doença tem mais chances de cura.

Para a Presidente do Sinaerj, Dirce Beltrão, essa é uma campanha muito importante de conscientização. “O movimento vem ganhando força a cada não e, nós, como um Sindicato, sentimo-nos responsáveis por alertar e incentivar a prevenção contra o câncer de mama, além de contribuir para a desmistificação da doença na sociedade”, declara Dirce.

Já ouviu falar em marketing de relacionamento?

0 comentários




Desde quando as empresas tomaram a consciência de que os clientes são seus maiores bem, o marketing de relacionamento entrou em campo em um jogo no qual, tanto as companhias quanto os clientes saem ganhando.

Marketing de relacionamento nada mais é do que a relação das empresas com seus clientes e, estes, por sua vez, tornam-se fieis a um produto, marca ou serviço. Assim, a ação das empresas gira em torno de agradar e oferecer sempre o melhor.

Para que a empresa logre êxito e tenha sucesso com o seu plano de Marketing de Relacionamento é importante que os clientes falem de seus produtos e serviços de maneira positiva, mostrando a importância de tê-los na sua vida.

Assim, os clientes tornam-se uma de suas formas de propaganda, estimulando novas pessoas a adquirem os seus produtos e serviços, pois eles se tornarão fãs da marca e propagarão de forma gratuita o retorno que seus produtos e serviços trazem para eles.


Pós-graduação é importante para a profissão de Administrador?

0 comentários

A formação acadêmica é sumariamente importante para o desenvolvimento profissional, sobretudo, aos Administradores, que precisam ter curso superior para desenvolver da melhor os trabalhos exigidos pela profissão. Contudo, após a finalização da graduação, sempre surge a dúvida: será mesmo necessário voltar a sala de aula e realizar uma pós-graduação ou é melhor já encarar o mercado de trabalho?

É inegável que quanto mais conhecimento melhor. Adquirir novas informações e temas que auxiliam a profissão nunca é demais. Tem uma expressão que diz: podem arrancar tudo de você, menos o conhecimento. Esse seu para sempre, podendo ainda ser compartilhando. Contudo, atualmente o mercado de trabalho tem evoluído rapidamente e anda sem tempo de esperar os profissionais terminarem seus estudos para poder os aceitar.

Além disso, as constantes mudanças e inclusões de novas tecnologias acabam por, muitas vezes, transforma os estudos em apenas teoria e, nesse rápido e crescente mercado, é preciso ter experiência para desenvolver um bom trabalho. É logico que não estamos levantando bandeira contra a pós-graduação, apenas alertando que na vida profissional é preciso prática, além da teoria.

Por isso, investir em cursos e certificações, até mesmo durante a graduação, são sim essenciais para boa colocação no mercado. Mas, para conseguir a tão desejada vaga é preciso experiência, que em muitos casos é adquirido na própria faculdade. Ao participar de alguma empresa júnior, estágios e treinne, os futuros Administradores terão mais chance de se colocarem no mercado de trabalho.

Uma pós-graduação pode servir para fortalecer o conhecimento adquirido na faculdade e se especializar em alguma área. No entanto, para ser um bom gestor e saber administrar os trabalho e possíveis equipes vale mais a pena buscar estágios e vagas de treine. A especialização em pós-graduação é importante e oferece conhecimento, mas investir em opções que ofereçam mais ações práticas é essencial.


Má comunicação pode afetar produtividade das equipes

0 comentários

Sabemos que a comunicação é um dos pilares para o funcionamento de todo trabalho. Quando esta não é efetiva, diversos problemas podem surgir, especialmente nos momentos em que é preciso trabalhar em equipe. Além disso, como os trabalhadores passam a maior parte de seus dias no local de trabalho, é imprescindível sentir-se bem.

Apesar de parecer difícil, manter uma comunicação sadia e eficaz não é nenhum bicho de sete cabeças tomando certos cuidados. É nesse quadro que a comunicação interna atua no local de trabalho, desenvolvendo um relacionamento profissional de respeito entre os empregados e toda a equipe.

Saber se comunicar é essencial no ambiente corporativo, especialmente para dar andamento aos projetos, pois se você “fala uma língua” e seu colega de trabalho entende outra, o trabalho poderá não ser finalizado ou, pior, ser entregue com erros.

Para evitar toda essa perda de tempo e estresse, conversar antes sempre é o melhor caminho a seguir. Colegas de trabalho podem e devem ser cordiais uns com os outros e de maneira nenhuma usar de grosserias no ambiente de trabalho. Por isso, a educação e a comunicação limpa e clara são amigas de um bom ambiente de trabalho e, por consequência, de uma boa e alta produtividade profissional.


 

Administrador, melhore suas habilidades de comunicação

0 comentários

A comunicação, especialmente nos dias de hoje, é uma habilidade que deve ser dominada por diversos profissionais, principalmente os Administradores, que lidam, no dia a dia, com diversas pessoas em diferentes situações. Mas, caso o seu jeito de comunicar não esteja de acordo com o ambiente de trabalho, calma! É possível melhorar com algumas dicas.

Primeiro, leia e informe-se sobre o que está acontecendo com o mundo. Não apenas através da internet e das redes sociais, locais onde as informações nem sempre são reais. Busque a verdade e a compreensão dos fatos para depois iniciar conversas com os colegas de trabalho.

Abrindo esse espaço, torna-se mais fácil a comunicação entre empregados e também chefia. Outras informações importantes para se comunicar bem é prestar atenção na linguagem corporal. Ela diz muito sobre você. Então, nada de braços cruzados quando o outro estiver falando. Isso pode demonstrar, segundo estudos, falta de interesse na conversa.

Por falar em prestar atenção, nada é mais irritando nos dias de hoje do que conversar com alguém que não tira os olhos do celular. Por isso, lembre-se da boa educação quando estiver numa conversa e tente deixar o celular fora da sua visão para não ser interrompido por qualquer mensagem casual.

E, é claro, além de falar é importante ouvir. A maioria das pessoas só está preocupada em falar, mas não se preocupam em ouvir o outro. Ter essa empatia e paciência, além de interesse para ouvir o próximo pode ajudar muito na comunicação e relações.

Estabelecer prazos transforma sua carreira

0 comentários

Todos querem ser bem sucedidos em suas carreiras e desejam trabalhar nas melhores empresas, alcançar os mais altos resultados, além de serem reconhecidos por isso. Porém, são poucos os que realmente têm e mantêm uma carreira de sucesso. Mas por que apenas poucos? Esses alguns são melhores que outros? O que os diferencia? As respostas para essas perguntas podem não ser tão simples, mas todos os bons profissionais tem algo em comum: o planejamento.


Planejar seus objetivos é o primeiro e mais importante passo para estar preparado para decolar na profissão escolhida. Mas isso, muita vezes, é o problema, pois a maior parte das pessoas não sabe o que quer e, com isso, ficam perdidas na hora de fazer um planejamento de carreira. Estipular prazo para as metas a serem conquistadas faz parte desse planejamento e é algo que faz o sonho se tornar realidade.


Após o alinhamento e planejamento dos seus objetivos é preciso colocá-los em prática, pois ações sem planejamento são tão ruins quanto um planejamento esquecido no fundo da gaveta. Foco é a principal palavra para seguir em frente na busca pelos objetivos. Além disso, entre os conceitos para colocar o plano em ação é necessário: ter o objetivo claro, organização, avaliar riscos e oportunidades, um passo de cada vez, agir racionalmente, entre outros.


Sendo assim, sem ação nada passa de apenas uma intenção, por isso, seu projeto deve ser colocado em prática o quanto antes para garantir sua eficácia no futuro e então conseguir a tão sonhada promoção no trabalho ou até mesmo novas oportunidades de carreira. Como disse o famoso inventor estadunidense, Thomas Edson: “Boa sorte é o que acontece quando a oportunidade encontra o planejamento”.

,
,

Comunicação: uma via de mão dupla positiva

0 comentários



Comunicar é algo que é inerente a condição humana. Desde os primórdios, os seres humanos buscam formas diferentes de interagir uns com os outros, seja através de pinturas, gestos até a tão usada palavra. Contudo, com a extensão cada vez maior do nosso vocábulo e expressões corporais e faciais diferenciadas, relacionar-se se tornou algo um pouco mais complexo. Se tratando do ambiente corporativo, dialogar nem sempre é algo fácil.

Para gerir uma equipe é preciso ter jogo de cintura, pois se relacionar todos os dias com pessoas que muitas vezes tem visões ou ações diferentes das suas nem sempre é uma tarefa das mais simples. Por isso, buscar formas de se relacionar melhor, ter empatia e transparência são ações que precisam ser praticadas diariamente.

Como essas características normalmente são singulares em parte dos profissionais, buscar formas de estimulá-las é a melhor opção. Mas, se isso parecer algo complicado de se conquistar, a Comunicação Não-Violenta (CNV) pode ser uma alternativa. Desenvolvida pelo psicólogo americano Marshall Rosenberg, a CNV é uma estrutura de comunicação empática que ajuda a exercitar o desenvolvimento de uma relação genuína entre as pessoas, abrindo um espaço para o diálogo e a negociação.

A CNV ensina os profissionais a expressar determinadas atitudes que afetem outras pessoas sem agressividade. Essa consciência permite que as equipes se respeitem e se regulem em sintonia, proporcionando feedbacks positivos e mais produtividade. Reconhecer e elogiar cada passo dado pelo outro, mobiliza e desenvolve a empatia e o encorajamento do colega, gestor ou liderado, para que este continue progredindo e oferendo um ótimo trabalho para a empresa, além de desenvolver um bom relacionamento com os colegas e satisfação no ambiente laboral.

Já existem cursos de auxiliam nesse processo de desenvolvimento da CNV, mas não sendo possível, vale a reflexão e pensamento no outro. Questões como “essa é a forma que eu gostaria de ser tratado? ” ou “Como eu me sentiria se agissem desse modo comigo”, já fornecerá alguns passos para o desenvolvimento pessoal que melhorará e estimulará a comunicação não violenta. Que tal repensar suas ações?